segunda-feira, 30 de junho de 2014

Review Love Hacked #3 - Penny Reid

Título: Love Hacked #3

Série: Knitting in the City

Autora: Penny Reid

Avaliação: 4/5

Data de Publicação: 03 de Março de 2014.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Esse livro é muito gostoso de ler. Desde o início, a autora consegue prender a sua atenção e quando você se dá conta a história acabou e fica o gostinho de “quero mais”. Penny Reid, mais uma vez, conseguiu combinar humor e romance de uma forma light e divertida, e criou um casal mega fofo. Estou falando de Sandra e Alex. A forma como eles se conhecem é hilária. E é tudo culpa de Sandra.

Sandra tem um pequeno probleminha: em todo primeiro encontro, ela faz o cara chorar. E depois disso, ele vai para a zona de amigos e sai da possibilidade de ser o cara de seus sonhos, capaz de acabar com o período de seca que ela está passando. Afinal, ela não beija ninguém há dois anos.

Alex está incomodado. Ele trabalha como garçom no restaurante em que ele observa a mesma bela mulher aparecer sempre por lá acompanhada por um homem diferente. E esse homem da vez sempre sai de lá... chorando. Alex não consegue entender o que está acontecendo. Até que ele resolve encarar a situação e mostrar para essa dama que ele não é do tipo que chora facilmente.

E é assim que eles se conhecem. Depois de um dos acompanhantes de Sandra sair chorando, Alex se auto oferece para ocupar a cadeira que foi vaga. Assim, ele descobre que as “vítimas” que choram são na verdade potencial chance de Sandra ter um pouco de movimentação amorosa em sua vida. Só que as coisas não vão bem, pois ela é psicoterapeuta e é difícil conseguir separar "primeiro encontro" de "ajuda psicológica".

Desde cedo, Alex se mostra diferente. Ele é jovem, mais novo que Sandra, e é misterioso (além de incrivelmente hot e lindo – e fofo). Apesar dos avisos para se manter afastada dele, Sandra não consegue. Ela quer conhecê-lo, e mais que isso, ela quer ajudá-lo. Alex, porém, não quer ser ajudado. Ele quer ser amado. Sandra está disposta a ocupar a vaga de outra metade da laranja de Alex, o problema é que ele esconde segredos. Segredos capazes de afastar Sandra dele. Mas, convenhamos, Sandra é do tipo que irá batalhar com coragem e ainda fará questão de tricotar a sua própria roupa de guerra.

Gostei muito desse livro. Alex é um fofo. Vontade de arrancar do livro e levar para casa. 

Review Friends Without Benefits #2 - Penny Reid

Título: Friends Without Benefits #2

Série: Knitting in the City

Autora: Penny Reid

Avaliação: 3.5/5

Data de Publicação: 29 de Setembro de 2013.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Por algum motivo de distração, esse foi o primeiro livro da série Knitting in the City que eu li. Eu achei a história meio enrolada, devagar e empacada. Apesar de ser um livro bom, ele tinha potencial para ser muito melhor. A autora nos demonstra que ela está disposta a agradar todos os tipos de leitores, pois ela até criou um capítulo alternativo para uma das únicas cenas de calor carnal do livro. Sério, quando se trata de cenas calientes nesse livro, acho que dá para contar usando poucos dedos de apenas uma mão. Enfim, a questão é que ela nos propiciou um capítulo alternativo para quem não se sente a vontade lendo... sexo. Enfim...

Elizabeth Finney e Nico Manganiello cresceram juntos. Eles não se davam bem até que tudo mudou. O que acontece é que Elizabeth namorava o melhor amigo de Nico e quando ele morre, ela encontra em Nico a força que precisa para superar esse triste episódio de sua vida. Assim, juntos eles se fortalecem. E isso assusta Elizabeth, pois ela divide com Nico momentos únicos de sua vida. Assustada, Elizabeth some da vida de Nico e só o reencontra dez anos depois.

Esse reencontro é completamente inesperado para os dois. Elizabeth é médica e Nico leva sua sobrinha para se tratar no hospital. E, assim, é o início de uma reaproximação, tendo em vista que Elizabeth e ele terão que se encontrar muitas vezes.

Apesar de Elizabeth ter quebrado o coração de Nico no passado, ele ainda a ama e faz questão de deixar isso bem claro para ela. Mas quando se trata de amor Elizabeth tende a surtar um pouco, pois ela não é do tipo que se envolve em relacionamentos. Ela acredita que cada pessoa tem apenas um amor na vida e ela já teve o dela, que faleceu. Logo, ela não pode mais amar ninguém. Cabe a Nico provar que ela está errada.

Elizabeth é completamente teimosa e isso é irritante, mas, apesar disso, o livro é uma boa leitura. 

Review Neanderthal Seeks Human #1 - Penny Reid

Título: Neanderthal Seeks Human #1

Série: Knitting in the City

Autora: Penny Reid

Avaliação: 4/5

Data de Publicação: 13 de Março de 2013.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Penny Reid consegue nos divertir com esse livro, pois ele é leve, engraçado, com personagens interessantes e diálogos nonsense. Uma ótima combinação de romance e humor.

Janie Morris é uma mulher... diferente. Ela tem uma mente surpreendente, graças a sua memória fotográfica. Assim, Janie está sempre disposta a apontar os fatos mais inusitados ever, nunca deixando o silêncio permanecer em uma conversa. Sua distração preferida é observar o que se passa ao seu redor. E é assim que ela percebe a presença do Sir Mc Hotpants (Quinn Sullivan), o segurança do prédio em que ela trabalha.... Quer dizer, trabalhava.

Janie estava enfrentando um dia complicado. Ela acabou de perder seu namorado, que a estava traindo, e, consequentemente, ficou sem lar, pois eles moravam juntos. Depois disso, ela foi demitida e, para piorar, não tem papel higiênico no banheiro. Para colocar a cereja no bolo, Janie teve o momento mais humilhante de sua vida presenciado pelo segurança sexy, que foi quem a acompanhou para fora do prédio em que ela trabalhava. 

Quinn a coloca dentro de uma limusine e a encaminha para casa. Pera, uma limusine? Mas para qual casa? Janie não tem mais moradia. E é aí que entra as amigas de Janie. Um grupo de mulheres unidas e prontas para enfrentar o mundo, tricotando.

Nessa nova fase de sua vida, Janie está morando com sua amiga e precisa de um emprego. E Quinn a ajuda a encontrar um emprego. O que Janie não sabe, apesar de sua inteligência fora do padrão, é que Quinn é o seu novo chefe. E ele fará questão de não esclarecer esse fato para ela, uma vez que ela disse que nunca namoraria seu chefe. Espera, namorar?

Quinn é lindo, rico e misterioso. Ele não é o tipo de cara que namora. Mas com Janie ele está aberto a novas experiências. Ela o intriga completamente e ele fará de tudo para convencê-la de que ele pode ser um bom investimento. Mesmo que ele seja o seu chefe.

Ótima leitura. Vale a pena.

domingo, 29 de junho de 2014

Review A Little Too Far #1 - Lisa Desrochers

Título: A Little Too Far #1
Série: A Little Too Far
Autora: Lisa Desrochers
Avaliação: 3/5
Data de Publicação: 17 de Setembro de 2013.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Eu já te aviso que nesse livro tem triângulo amoroso. E não é qualquer tipo de triângulo amoroso não. É do tipo escandaloso. Uh hum. Deixe-me explicar:

Lexie Banks passou dos limites. Em um deslize, ela deixou o calor do momento tomar conta de sua capacidade cognitiva e o resultado foi o melhor sexo de sua vida, com seu meio-irmão, Trent. E é aqui que o errado parece tão certo, porque eles se importam muito um com o outro e a cena é perfeitamente hot.

Trent é filho da mulher que se casou com o pai de Lexie. E desde que eles começaram como irmão e irmã, eles são grandes amigos. Após o deslize, Lexie começa a sentir uma grande culpa e acaba afogando seu sofrimento em seu intercâmbio para Roma, Itália.

Na Itália, Trent está sempre presente em sua mente e a culpa ainda mais. Lexie se vê buscando o perdão nas igrejas e é assim que ela conhece Alessandro Moretti.

Alessandro está no caminho para se tornar padre, na verdade, faltam apenas oito meses para isso acontecer. E ele começa a ajudar Lexie a ocupar sua mente e a encontrar paz interior, para que ela seja capaz de se perdoar pelos seus atos. Com o tempo, a amizade entre eles vai crescendo e podendo colocar todo o futuro de Alessandro em risco. Afinal, alguém que está no caminho para se tornar padre não pode ter um relacionamento amoroso.

Resumindo: sexo com o meio-irmão, culpa, flerte com o padre, amores proibidos, padre questionando seus princípios, culpa...

O livro tem uma trama diferente, mas não foi isso o que me incomodou. Eu tive um pouco dificuldade com a forma como a leitura flui, achei meio enrolado.

Review Beautiful Broken Rules #1 - Kimberly Lauren

Título: Beautiful Broken Rules #1

Série: Broken

Autora: Kimberly Lauren

Avaliação: 2/5

Data de Publicação: 13 de Maio de 2013.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Eu só me interessei em ler esse livro porque eu queria ler o terceiro dessa série (Beautiful Broken Promises #3). Mesmo na sinopse do #3 livro dizendo que não era necessário ler os anteriores para entender a história, pois é um stand-alone novel, eu pensei “por que não ler os anteriores, né?”, e fui ler...

Em Beautiful Broken Rules #1 aconteceu algo extremamente errado, pois eu não estava nem um pouco interessada na história dos personagens principais. Eu estava interessada nos personagens secundários (Cole e Quinn)...

Os personagens principais são Emerson Moore e Jaxon Riley. Emerson é conhecida como a transa fácil da faculdade. Com ela não tem joguinhos de conquista. Ela dorme com quem ela se interessa, mas ela tem uma regra de que só pode dormir com o mesmo cara três vezes, depois disso, ela parte para outro. Ela sabe que as pessoas falam mal do seu comportamento liberal, mas ela não se importa. Afinal, essa é quem ela é, ela não está interessada em relacionamento sério.

Jaxon é o novo vizinho de Emerson. Ele e Jace, seu irmão gêmeo, estão morando com Cole, o melhor amigo de Emerson. Assim, como eles frequentam o mesmo círculo de amigos, Jaxon e Emerson se tornam amigos. Jaxon sabe como Emerson age, mas ele não está lá para julgá-la. E com o tempo, ele ensina a Emerson que ela pode quebrar suas regras com ele. E Emerson mesmo com medo de quebrar seu coração está disposta a quebrá-las por ele. A pergunta é se Jaxon será capaz de cuidar do coração de Emerson.

O que me irritou profundamente nesse livro é que a vida dos personagens é baseada completamente em SUPOSIÇÕES!!!!!!

- Os pais de Emerson eram divorciados e não se suportavam. Porém, eles morreram em um acidente de carro, no mesmo carro. Logo, surge a questão, por que eles estavam no mesmo carro? Suposição: Eles estavam tendo um affair. Assim, o pai de Emerson estava traindo a sua nova esposa. E isso fez com que ela virasse a garota fácil da faculdade.

- Suposição de Emerson: eu não aguento ter meu coração quebrado de novo. Por isso, vale mais a pena não me apaixonar (e ter uma decepção amorosa) e sim ter sexo à vontade com qualquer um que mostre interesse.

- O cara que eu gosto e que gosta de mim está com uma amiga do passado hospedada em sua casa. Suposição: é óbvio que ele me esqueceu e partiu para outra.

- Suposição miserável do Jaxon: Eu não a faço feliz, logo, vou terminar com ela para que ela possa ser feliz com outro. Aí tem todo aquele sofrimento de fim de namoro... Jaxon que era o cara mais paciente do mundo se torna o cara mais hot & cold ever.

etcetcetc

Tem muitas outras suposições. E elas vão carregando o livro. O que me faz pensar que os personagens eram muuuito imaturos e inconsistentes. Depois desse livro nem sei se lerei o segundo e, até mesmo, o terceiro. Foi meio que um balde de água fria.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Review Unfixable - Tessa Bailey

Título: Unfixable

Autora: Tessa Bailey

Avaliação: 2.8/5

Data de Publicação: 14 de Abril de 2014.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Para ser sincera, eu acho que estou sendo beeem generosa com essa nota. O livro começa como um bom passatempo, mas chega uma hora que você só quer que ele acabe. Eu me interessei por ele, porque ele se passa em Dublin, Irlanda, e achei que poderia ser uma boa leitura. É mediano para menos...

Willa (Drama Queen) Peet está com o coração quebrado. Ela acabou de terminar com seu namorado, que ela tanto amava, logo, a última coisa que ela quer é um novo amor. Ela ganha um concurso de fotografia e é enviada para Dublin como recompensa e lá ela conhece Shane Claymore. De cara ela já não vai com a cara dele e está disposta a não facilitar a vida de Shane. O que é bem surreal. Ódio à primeira vista? Imagina, você está em um país em que você não conhece ninguém e já vai querer fazer inimizades? Ainda mais com o cara que trabalha na pousada em que você irá se hospedar? Tipo, você pode não ir com a cara da pessoa, seu santo não bate com o dela, mas educação e respeito no mínimo, né!

Shane também é cabeça quente como Willa e se ela está mostrando atitude, ele também responderá na mesma altura. Se ela não quer facilitar, ele também não irá facilitar. Afinal, a vida nunca deu muitas facilidades para Shane. Ele ama corrida e teve um relacionamento complicado com seu pai. Assim, quando seu pai falece, Shane tem novas responsabilidades como tomar conta de sua mãe e irmã. Para seguir suas ambições na corrida, Shane não tem como permanecer em Dublin, portanto, ele decide vender a pousada da família.

O relacionamento de Shane e Willa (drama queen) começa a evoluir com o tempo. A garota que se considerava danificada se vê apaixonada. Logo, eles precisam pensar sobre a distância que os separam (ela em USA, ele na Irlanda) e também os sonhos de cada um.

O que eu tive mais dificuldade em entender foram os motivos que levam Willa a agir como ela age. Não fez muito sentido para mim. Assim, não consegui me conectar com ela, nem torcer por ela e muito menos sentir o peso do “drama” dela. Se você não tem nada para ler, dê uma chance ao livro. Se você está na dúvida entre esse ou outro, escolha o outro. 

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Review The Other F-Word #2 - M.K. Schiller

Título: The Other F-Word #2

Série: In Other Words 

Autora: M.K. Schiller

Avaliação: 4/5

Data de Publicação: 10 de Abril de 2014.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Que continuação boa!!! Livro bom de ler, cheio de graça e um mocinho que é um sonho! E falando nele...

Damien Wolfe é o tipo de homem que qualquer mulher gostaria de ter ao seu lado. Ele tem 30 aninhos e é incrivelmente sexy, lindo, rico e sabe dançar no estilo Magic Mike. Damien passa uma imagem de um homem forte que tem tudo, mas, na verdade, ele guarda sofrimentos do passado que ainda machucam muito. E essas feridas que não curam começam a melhorar quando o destino coloca em sua vida Emmie Mason.

Emmie acha que sua vida não poderia melhorar, afinal, ela está com 44 anos, tem três filhas, dois genros, um neto, um filho adotado simbolicamente e um trabalho que a faz feliz. Entretanto, sua perspectiva de vida é coloca em foco quando ela conhece Damien em uma boate (na despedida de solteira de sua filha) e eles se conectam através da dança e da música.

Damien quer conhecê-la e mesmo Emmie lhe dizendo que nunca daria certo entre eles, ele a faz prometer que ela o ligaria. Acontece que ela nunca ligou (por força do destino). E um ano depois, novamente o destino faz com que eles se reencontrem, mesmo que por um breve instante.

Apesar de Emmie estar sempre fugindo do que o destino está tentando lhe dizer, ele exerce suas forças de novo e Emmie descobre que Damien irá ajudar a levantar a biblioteca em que ela trabalha. Logo, eles terão que se encontrar para resolver questões relativas aos “negócios”.

Acontece que Damien quer muito mais que isso. Ele quer se aproximar ao máximo de Emmie, pois só ela é capaz de colocar um sorriso em seu rosto e fazer uma risada ser verdadeira. E com essa proximidade, Emmie começa a se perguntar se a sua vida era realmente tão boa assim antes de Damien entrar nela. Juntos eles preenchem o vazio que cada um sentia e terão que enfrentar as dúvidas quanto ao futuro. Se eles terão um futuro juntos, ou um futuro separados.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Review Practice Makes Perfect - Julie James

Título: Practice Makes Perfect

Autora: Julie James

Avaliação: 3.5/5

Data de Publicação: 03 de Março de 2009.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Para mim, a história aqui demorou um pouco para acontecer. Mas, mais uma vez, Julie James combina romance e humor e nos proporciona uma boa diversão.

Payton Kendall e J.D. Jameson são dois advogados que trabalham na mesma firma. E eles trabalham duro para fazer um nome no ramo jurídico. Payton, que é feminista, luta contra o machismo e está disposta a provar que as mulheres são competentes e capazes de obter sucesso nessa profissão dominada pelo sexo masculino. Enquanto que J.D., que nasceu em um ambiente de riqueza e influências, luta para provar que ele está onde está por méritos próprios, e não por ser um Jameson.  

Todos na firma acreditam que eles se dão bem. Mas isso está longe de ser verdade. Pelo contrário até, eles não se suportam. Assim, eles se evitam a todo custo. Durante oito anos, eles agem dessa forma e trabalham mais pesado do que qualquer outro membro da firma, com apenas um objetivo em mente: se tornar o novo sócio da firma.

Para completar a tensão em suas carreiras, eles se veem tendo que trabalhar juntos em um caso que será importantíssimo para os negócios. A única solução, então, é que eles se unam para satisfazer o cliente. Logo, quando eles estão juntos, eles notam coisas que nunca tinham percebido antes e uma atração começa a surgir. Porém, tudo muda quando eles descobrem que apenas um dos dois irá ocupar a vaga de novo sócio da firma. Assim, uma guerra (entre sexos) começa e que vença o melhor.

É muito engraçado a forma como cada um age para interferir no trabalho do outro. Com certeza você dará boas risadas.  

Review Just the Sexiest Man Alive - Julie James

Título: Just the Sexiest Man Alive

Autora: Julie James

Avaliação: 4/5

Data de Publicação: 07 de Outubro de 2008.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Julie James é a autora certa se você está procurando uma comédia romântica divertida e inteligente, e de quebra, que não te decepcionará.

Em Just the Sexiste Man Alive, nós temos a história da única mulher que foi capaz de resistir aos encantos do homem mais sexy da atualidade. Sim, Taylor Donovan está disposta a não cair em tentação quando o assunto é Jason Andrews.

Taylor é uma advogada que tem tudo para ser a estrela no meio jurídico. Além de competente e inteligente, ela é esforçada e não se contentará até chegar ao topo de sua carreira. Ela trabalha em uma firma em Chicago, mas é enviada para Los Angeles, temporariamente, para lidar com um processo milionário. A mudança de cenário não poderia ter vindo em uma melhor hora, tendo em vista que Taylor quer distância de seu ex-noivo, após encontrá-lo em uma posição comprometedora com outra mulher. Assim, Taylor tem todos os motivos para estar feliz em L.A. e se dedicar ao máximo ao seu trabalho. Até que surge uma nova incumbência para Taylor, ela teria que trabalhar com Jason, a estrela de Hollywood.

Jason atuará como advogado em seu próximo filme. Portanto, ele precisa de algumas dicas de como se comportar em um tribunal e como as coisas no ramo jurídico funcionam. Porém, Jason comete um pequeno erro. Ele não compare na primeira reunião com Taylor, em que ela o ajudaria. Para ele, isso não seria problema nenhum, afinal, é só marcar outra reunião, quando ele estiver disponível. Ele é tão lindo e irresistível que seria a perfeita companhia para qualquer pessoa. Logo, na cabeça dele, Taylor deveria estar feliz de ter a oportunidade de passar algum tempo ao seu lado.

Mas as coisas não funcionam assim. O tempo de Taylor é precioso e ela não está disposta a engolir desaforo de uma estrela de Hollywood. E o fato dele ser o homem mais sexy vivo na Terra não quer dizer nada. Assim, começa uma aventura entre duas pessoas teimosas que terão que aprender a se relacionar sem um matar o outro, até concluir a tarefa do filme.

E com o tempo, Jason se vê mudando aos poucos, sendo menos DIVO e mais humano. Talvez até amando alguém. 

Review Breathe with Me #7 - Kristen Proby

Título: Breathe with Me #7

Série: With Me in Seattle

Autora: Kristen Proby

Avaliação: 1/5

Data de Publicação: 24 de Junho de 2014.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Aff... que decepção.

Se você é fã do Manoel Carlos, você provavelmente vai amar esse livro, pois nele não acontece... NADA (nothing, nichts, rien)!!!

Em Breathe with Me, nós temos a história de Mark Williams e Meredith Summers. Eles eram namorados quando adolescentes, mas Mer terminou com ele quando ela decidiu se dedicar 100% à dança. Dez anos depois, eles se encontram no funeral da mãe de Mer. E é como se nenhum tempo tivesse passado entre eles. Apesar de todas as mudanças neles, é como se eles ainda pertencessem juntos.

E é justamente isso que acontece. Eles ficam juntos. Para você ter ideia, a maior emoção no início do livro é o Mark ter ciúmes do amigo gay de Mer. Pelo amor de deus!!! Tanta história para contar e vai ficar nessa?

Para completar, os diálogos (principalmente entre as mulheres dos livros antigos) muitas vezes eram estranhos, infantis, bem sem noção, cheios de baboseiras. E de quebra, no final do livro, como precisa de uma emoção, acontece um toque de novela mexicana, mas dura só umas cinco páginas...

Não ganhei sorriso no rosto lendo esse livro. Fiquei muito desapontada. Nem recomendo, pelo contrário, pulem esse. 

terça-feira, 24 de junho de 2014

Review Making Faces - Amy Harmon

Título: Making Faces

Autora: Amy Harmon

Avaliação: 2/5

Data de Publicação: 12 de Outubro de 2013.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Esse livro tem um alto nível de apreciação pelas pessoas, mas para mim não deu muito certo não. A escrita é decente, mas a trama em si é... esquisita. Nessa história, nós temos três personagens centrais: Ambrose Young, Fern Taylor e Bailey. E a resposta é não, não há triângulo amoroso.

Na narrativa desse livro, nós temos a evolução da vida desses personagens. Fern, desde nova, é vista como a menina meiga e inteligente que é feia, basicamente por ela ser ruiva, ter sardas e uma arcada dentária que precisa de aparelho. Eu, particularmente, não vejo problema nenhum em ser ruiva e ter sardas. E que atire a primeira pedra quem nunca usou aparelho nos dentes... então, para mim, a história já começou mal aí...

O melhor amigo e primo de Fern é Bailey (o melhor personagem do livro. O mais sensato, pelo menos). A vida de Bailey nunca foi fácil, ele nasceu com uma doença que afeta os músculos e, consequentemente, com o tempo, ele vai perdendo os movimentos do corpo, o que acaba com as chances dele realizar seu sonho, que é ser um lutador. Mas Bailey, sendo forte de mente como é, possui outros sonhos que ele luta diariamente para realizar.

O sonho de Bailey em ser um lutador pode ser realizado por Ambrose. Ambrose é lindo, popular na escola, é esportista, tem um corpo divino e é o garoto que Fern gosta. Mas Ambrose sendo perfeito como é nunca iria namorar Fern. E ele também nunca realizaria os sonhos de Bailey em seguir carreira como lutador, pois Ambrose tem outro objetivo de vida. Ele quer entrar para o exército e ajudar na guerra no Iraque.

Só que Ambrose comete um erro, ele convence todos os seus melhores amigos a ir com ele para a guerra, pois, para ele, seria divertido ter a galera toda reunida. Assim, ele convence inclusive os que não queriam ir. (Sério, quem faz isso?? Em que universo você levaria para a guerra as pessoas que você ama?? Não entendo...) Depois de um tempo, Ambrose retorna para casa para se recuperar das feridas físicas e mentais da guerra. Ele teria que enfrentar a culpa de seus atos e aprender a conviver com o remorso.

Quando Ambrose retorna, Bailey e Fern ainda estão por lá. Bailey se encontra cada vez mais fraco e Fern virou uma bela mulher (enquanto que Ambrose agora é desfigurado...). Acontece que Fern não liga para aparência física e ela quer ajudar Ambrose a sair da tristeza que o domina. E Bailey está nessa para ajudar também. E, assim, finalmente, Ambrose se vê dando uma chance para Fern.

Isso foi outra coisa que eu não gostei. Se ele ainda fosse lindo e ela “feia”, ele daria uma chance para ela? Por que quando eles estavam na escola e esse era o cenário, ele não deu.  Então... Por causa disso, eu simplesmente não consegui me conectar com eles. Sem contar que eles eram superficiais demais.

Enfim, não curti.

Review The Do-Over - M.K. Schiller

Título: The Do-Over

Autora: M.K. Schiller

Avaliação: 4.5/5

Data de Publicação: 07 de Outubro de 2013.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Adorei, adorei, adorei!!! Livro muito divertido, do tipo que te faz rir alto e não parar de ler até saber tudinho que acontece. A princípio, eu achei a trama central um pouco esquisita, mas me diverti horrores lendo. Deixe-me explicar...

O livro nos conta basicamente sobre Kyle Manchester, um jornalista lindo, charmoso, arrogante, mulherengo, que não quer saber de relacionamento sério. Kyle só quer curtir as mulheres que se jogam a seus pés. Até que seu amigo Brad lhe pede um favor. Brad pede que Kyle aceite sair em um encontro com a irmã de sua namorada, pois ela é uma boa pessoa que só se dedica ao trabalho e é uma grande fã de Kyle.

A última coisa que Kyle quer é um encontro às escuras com uma mulher pouco atraente. Mas ele concorda com seu amigo como forma de pagar dívidas passadas. E é assim que Kyle conhece Lanie Carmichael.

Lanie no início do livro é meio psycho e a forma como ela age é hilária. Ela é uma mulher que sabe o que quer e luta por isso. Ela deixa bem claro, desde o início, que tem zero interesse em Kyle, seu objetivo é Brad. Ela está apaixonada por Brad é quer a ajuda de Kyle para conquistá-lo. Lanie não quer influenciar o relacionamento de sua irmã, porque ela sabe que mais cedo ou mais tarde eles terminarão, já que está na natureza de Cassie (sua irmã) trair e procurar por namorados ricos.

Kyle acredita que Lanie é louca e totalmente psycho, mas a atitude dela o deixa intrigado. E sua atenção é ainda mais atraída quando Lanie lhe promete que em troca de sua ajuda, ela lhe daria a notícia que faria sua carreira jornalística um sucesso.

Com o tempo Lanie percebe que a sua ideia é péssima (graças a deus, aí a trama se assenta) e que nunca daria certo. Mas Kyle se vê disposto a ajudá-la no que puder. Assim, nasce uma grande amizade entre eles. A dúvida é se quando Brad finalmente notar Lanie, se ela ainda estará interessada nele. 

Recomendo!!!

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Review Forever with You #3 - Laurelin Paige

Título: Forever with You #3

Série: Fixed

Autora: Laurelin Paige

Avaliação: 4.5/5

Data de Publicação: 06 de Janeiro de 2014.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Nos livros anteriores, nós vimos que Hudson e Alayna lutam por um relacionamento que tem tudo para dar errado. Não só pelo fato de ambos terem sérios problemas para se envolver amorosamente, mas também por influência de terceiros, como a mãe de Hudson e a melhor amiga dele.

Só que nesse último livro da série, o relacionamento deles é posto à prova como nunca antes, quando acontecimentos do passado de Hudson são jogados na mão de Laynie. Dúvidas e mais dúvidas rodeiam Laynie, mas ela escolhe apostar suas fichas na confiança que possui em Hudson.

Porém, essa confiança é coloca de lado quando algumas peças do quebra-cabeça começam a se encaixar. E Laynie percebe que a base do amor deles pode ter sido fundamentada em mentiras. Não só mentiras, mas também pela arte de manipulação de Hudson.

Assim, os segredos de Hudson começam a vir à tona e ameaçam a destruir seu relacionamento com Laynie. O motivo de Hudson ainda ter segredos é baseado no medo que ele tem de Laynie desistir dele após perceber o quanto seus atos do passado eram nojentos e cruéis, fazendo dele uma pessoa ruim. Apesar de ela afirmar que não irá abandoná-lo, Hudson sabe que se ela souber a verdade, ela mudará de ideia. Ela nunca o perdoaria. O que Hudson não entende é que uma pessoa só pode perdoar o imperdoável.

Laurelin Paige termina com chave de ouro. A trilogia Fixed é uma ótima leitura e a autora consegue construir uma trama com personagens marcantes e um enredo cheio de segredos que te deixará de queixo caído. 

Review Found in You #2 - Laurelin Paige

Título: Found in You #2

Série: Fixed

Autora: Laurelin Paige

Avaliação: 4/5

Data de Publicação: 30 de Setembro de 2013.
** O livro pode ser encontrado aqui.


Se você leu o primeiro livro dessa série, Fixed on You, é mandatório ler as continuações. E se você ainda não leu… Sério, o que você está esperando?

Em Found in you #2, nós temos a continuação da história de Hudson e Alayna. A relação dos dois continua em progresso e ambos ainda estão desvendando os segredos de cada um. A diferença é que os de Hudson são muito mais sombrios do que os de Alayna, tendo como base que ele tinha a malícia em seus atos, enquanto os atos de Alayna eram resultado de sua insegurança.

O que Laynie mostra é que ela é capaz de lidar com as ações do passado de Hudson. E ela se surpreende, pois ele também é capaz de lidar com as inseguranças dela. Só que para que o relacionamento deles funcione, eles terão que confiar um no outro. E é aí onde mora o perigo, uma vez que ambos já tiveram um passado sombrio. E o problema só piora quando Laynie começa a confiar em pessoas que ela não deveria.

Assim, nós como leitores estamos sempre nos questionando sobre as motivações de cada um deles e se eles estão sendo sinceros em seus comportamentos. Por mais que eles sejam honestos, há sempre algo que eles escondem.

Os dois terão que aprender a lidar com a confiança para poder enfrentar os erros do passado.

A autora consegue atrair nossa atenção e nos cativa com uma leitura que não dá para parar de ler.