domingo, 1 de março de 2015

Review "Rock Chick Revolution (Rock Chick, #8)" - Kristen Ashley

My rating: 3 of 5 stars

Então... eu não sei se chegou a ser três estrelas fechadinhas, não. Achei esse o livro mais enrolado de toda a série, por isso, o que eu menos gostei.

Mas foi bacana ter lido. Acho válido para quem acompanhou a história das Rock Chicks.

O que eu gostei nesse livro foram as cenas do Ren, que é um macho lindo e atencioso. E, também, gostei muito do desenrolar da história do Darius. Eu sempre achei que ele e a Ally fossem terminar juntos, mas não fiquei desapontada de como cada um teve histórias diferentes. A autora soube desenvolver bem a vida desses dois e entregou aos leitores um material legal.



sábado, 28 de fevereiro de 2015

Review "Rock Chick Regret (Rock Chick, #7)" - Kristen Ashley

3.5 of 5 stars

(contém spoiler) Achei esse o mais diferente de todos os outros livros da série. Nos outros o humor estava presente desde o início. Nesse, o humor foi aparecendo aos poucos, sendo um livro muito mais pesado porque Sadie, a nossa mocinha, é estuprada. Acho esse tema muito doloroso, mas também acho importante o assunto ser debatido para ajudar muitas pessoas que já passaram por isso. O Hector já me decepcionou no livro da Jules e, nesse, ele deixou a Sadie na mão algumas vezes, mas ele também teve que ralar muito para conquistá-la. Então, acho que ele se redimiu. No geral, é um livro bem a cara da autora e faz a série seguir bem.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Review "The Game Plan (Neighbor from Hell, #5)" - R.L. Mathewson

2.5 of 5 stars

Eu adoro essa série, mas esse livro foi bem decepcionante!
O humor foi pastelão demais, sendo muitas vezes até ridículo.
Senti falta das "brigas" dos vizinhos, da história em si e os personagens não me cativaram... faltou muita coisa...
Uma pena.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Review "Lifers" - Jane Harvey-Berrick

My rating: 2 of 5 stars

Livro muito enrolado, repetitivo e longo! Poderia ter sido menor com uma história muito mais interessante.
Os personagens demoraram muito para me cativar. Só lá pelo final do livro que eu achei que as coisas foram melhorando para depois virar enrolação de novo.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Review "Play of Light" - Debra Doxer

My rating: 3 of 5 stars

Três estrelas completas?? Acho que não, mas foi por aí.

O livro retrata uma história bem bonitinha de amizade entre um menino, que perdeu sua família e teve que morar com o tio, que era um criminoso, e uma menina que tinha uma vida perfeita, com uma família amorosa e atenciosa.

Esse menino, Spencer, encontrou forças de superação nas conversas que tinha com Sarah, uma menina ruiva que não poderia imaginar o que era a dor de perder uma pessoa amada. Até que Sarah é obrigada a enfrentar essa dor. E quando ela precisa de um amigo para ajudá-la, Spencer faz exatamente o oposto e a faz sofrer ainda mais.

Anos depois eles se reencontram quando Sarah, agora uma mulher, decide que está na hora de enfrentar o passado para que tudo o que aconteceu fique, finalmente, no passado. E, dessa vez, Spencer ajudará Sarah para que eles possam superar o que passou e pensar no futuro juntos.

Livro bonitinho, mas faltou alguma coisa. Acho que a narrativa poderia ter sido mais rica.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Review "Ten Below Zero" - Whitney Barbetti

1.75 of 5 stars

Esse livro teve uma quantidade incrivelmente expressiva de falas ridículas!!!! Estou dando duas estrelas, que refletem em 1,75, de uma forma bem positiva. Caso contrário, iria para 1... Mas a história é ruim?

Então... não é. Porém, a narrativa é muito irritante, com muitas repetições de frases e palavras ao longo do livro todo. Já a história, ela é bem esquisita em vários aspectos, mas há momentos fofos, e eles foram bem marcantes, com uma mensagem boa e conseguiu salvar o livro de uma definição como sendo, simplesmente, ruim.




domingo, 15 de fevereiro de 2015

Review "New Year in Manhattan (The Empire State Trilogy, #3)" - Louise Bay

My rating: 3 of 5 stars

Gostei.

Eu sou mais livro com história do que livro erótica só com cenas quentes. Então, por isso que não vou dar mais que três estrelas.

Acho que quem curte erótica iria gostar bastante dos livros da Louise Bay, que consegue, também, criar personagens interessantes e uma história leve para envolver o leitor na narrativa.

Esse livro fechou bem essa série e foi bem rápido de ler. A série na verdade é uma boa pedida pra quem quer passar o tempo de forma light e com cenas calientes.


sábado, 14 de fevereiro de 2015

Review "Laces and Lace (Assassins, #6)" - Toni Aleo

2.5 of 5 stars

O livro teve alguns e poucos momentos bons. Boa parte da história você sente muita frustração com os personagens e com a trama que está com cara de dramalhão mexicano.

Não é meu estilo de drama. A mocinha era muito bobinha e a família dela simplesmente insuportável.
O mocinho era fofo, mas dava pena dele por ficar na situação que ficou.

Resumindo: Eles se gostam, querem ficar juntos, mas a família da mocinha não gosta dele porque o pai dela tem um tipo de obsessão pela filha dele. Aí o pai estraga o relacionamento da filha e anos depois ela reencontra o mocinho e eles ficam juntos. O complicado é que o pai da menina continua se relacionando com eles e tentando destruir a relação deles.

Livro com direito a muitos barracos.

Realmente não foi o melhor da autora.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Review "Broken (Redemption, #1)" - Lauren Layne

My rating: 2 of 5 stars

Queria ter gostado mais, pois é uma autora que já criou livros que eu realmente gostei e ela também tem uma escrita que eu gosto. Mas não consegui me conectar com os personagens, nem com a dor deles.

Parecia uma história moderna meio 'Bela e a Fera' em um cenário 'Gossip Girls'.

Achei a dor do mocinho plausível, já que ele sofreu um trauma muito grande, apesar de acreditar que não justifica muitas das atitudes dele.

E o que dizer da mocinha??
Achei ela muito fácil. Tanto com o histórico dela quanto com as atitudes dela pós o passado. Também não consegui entender as decisões dela. Não quero julgar, mas também não entendo como alguém larga a faculdade, a família, amigos, casa, cidade, o futuro, por causa de uma besteira tão grande como é o "trauma" dela. Deu para ver que ela é uma menina muito sem experiência de vida, ingênua, cabeça vazia e que acha que seus problemas nunca serão superados.

Me incomodou muito o "problema" dela, pois, apesar dela ter feito algo errado, não era o fim do mundo.

É um livro que dá para ler rápido.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Review "The Neighbor #1 (The Neighbor Romance Series - Book #1)" - Claire Adams

My rating: 2 of 5 stars

1.75

Muito fraco em vários sentidos.

Personagens com pouca personalidade. Narrativa corrida. História sem muito foco. Mistério sem sal. Muitos erros bobos de edição, trocando o nome de personagens, por exemplo. Romance pouco construído. Conexão entre os personagens quase inexistente.

Esses são apenas alguns tópicos. O livro poderia ter sido bem mais caprichado.

Review "Hero" - Samantha Young

My rating: 2 of 5 stars

História bem viajante, cheio de elementos de novela e personagens imaturos que necessitam de um hobbie produtivo.

O que sempre me chama muito a atenção nos livros da Samantha Young é como ela consegue costurar toda a sua narrativa de uma forma bem cativante. Nesse livro, porém, é tudo jogado!!! Não tem costura nenhuma. Coisas apenas acontecem e você não consegue gostar de nenhum dos personagens.

A mocinha é uma garota boba que perde o emprego por causa do mocinho. O mocinho é um babaca imaturo que precisa fazer terapia. Por causa do que a família da mocinha fez com a família do mocinho é que ele não a suporta. Ela tenta fazer com que ele goste dela e ele só a trata mal. Por algum motivo, mesmo ele a detestando, ele a oferece o emprego de ser sua assistente pessoal. Ou seja, eles se veriam todo dia, o dia todo.

Com um clima de trabalho intensamente conflituoso entre ódio e tesão eles criam um relacionamento de sexo sem compromisso.

A partir daí a mocinha fica tentando fazer com que ele goste mais dela, pois ela quer um relacionamento, mas ele quer apenas transar com ela. E fica nisso. Eles só brigam e fazem sexo. Brigam e fazem sexo. Brigam e fazem sexo...

Algumas cenas quentes são realmente quentes. Mas a história é decepcionante. Bem decepcionante.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Review "Falling for Jillian (Love Under the Big Sky, #3)" - Kristen Proby

My rating: 2 of 5 stars

Livro bem sem graça. A história toda foi uma repetição de uma mesmice boba, sendo bem chato e monótono.

Gostei do conflito do livro, mas só ocorreu no finalzinho, então, não compensou por toda a ladainha que eu tive que ler até chegar ao clímax. Aliás, o clímax da história deixa o mocinho com uma péssima imagem. E eu não consegui me ligar muito aos personagens.

É aquela coisa, Kristen Proby acerta uns e erra outros. Esse foi uma decepção.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Review "Beautiful Redemption (The Maddox Brothers, #2)" - Jamie McGuire

2.75 of 5 stars

Mais ou menos...

O livro começou mais ou menos, depois foi criando um clima mais legal entre os personagens e o ambiente da narrativa. Foi ficando interessante, mas depois foi ficando chato.

Eu não aguentava mais ler sobre a Camille!!!!!!!! Isso foi muito chato!!!!!!

Os personagens centrais tinham sérios problemas de disco arranhado e não foi legal. Também fiquei bastante decepcionada com os serviços do FBI. Nunca vi gente tão sem serviço, parecia uma palhaçada. Trabalho de criança. Parecia que a família Maddox é o centro do universo. Aff... faltou uma dose de realidade.


domingo, 1 de fevereiro de 2015

Review "Winning Appeal (Lawyers in Love, #4)" - N.M. Silber

My rating: 3 of 5 stars

Gostei.

O relacionamento da Beth e do Mark foi muito fofo e divertido. Teve cena besteirol, mas teve outras que salvaram o livro de entrar numa onda de humor ridículo.

O livro seguiu bem o padrão da autora e foi uma leitura leve, rápida e engraçada.

*o Adam estava simplesmente incrível nesse livro. Em todas as cenas com ele eu tinha um sorriso no rosto.

sábado, 31 de janeiro de 2015

Review "Made for You (The Best Mistake, #2)" - Lauren Layne

My rating: 4 of 5 stars

Adorei.

Desde o primeiro livro da série eu estava louca para saber tudo sobre a história do Will e da Brynn. E foi ótimo saber que o livro deles não decepciona.

Desde de adolescentes eles se estranhavam e eram tidos como inimigos. Um implicava com o outro. Eles crescem e Will se torna o melhor amigo de Sophie, irmã da Brynn, e é praticamente tido como um membro da família, uma vez que os pais de Brynn o adoram.

Mesmo depois de adultos eles continuam com as provocações e insultos. Na cabeça de Brynn, Will a odeia. Na cabeça do resto da humanidade a relação dos dois é wild foreplay (incluindo na cabeça do Will).

Brynn cresceu sendo vítima de bullying, assim ela cria uma camada de frieza que a coloca em uma grande distância de todos os outros para que ninguém nunca a faça sofrer e veja suas imperfeições. Ela faz de tudo para ser a garota perfeita. Logicamente, em sua cabeça, Will é o último tipo de homem que sentiria algum sentimento amoroso por ela, já que ele é um cara popular, lindo e mulherengo.

Acontece que Will sempre foi apaixonado por ela e desde de adolescente ele sempre tentou chamar a atenção de Brynn, a rainha do gelo. Ele cresce e continua tentando fazer com que ela o veja como um potencial parceiro de vida. E aos poucos ele vai descongelando Brynn e é uma delícia ler a história dos dois.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Review "Second Chance Holiday"- Aurora Rose Reynolds

My rating: 3 of 5 stars

3.5

Livro bem curtinho, mas super bonitinho.

A história é mega leve e fofa. Flui com tranquilidade e os personagens te cativam.

É uma história com personagens mais velhos, Kat e Mike, e a gente percebe como nunca é tarde para achar o amor.

A autora ainda nos dá uma visão de todos os personagens dos livros antigos, mostrando uma família que não para de crescer e está sempre unida.

Recomendo.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Review "Imperfectly Criminal (Imperfect Series, #2)" - Mary Frame

My rating: 4 of 5 stars

Gostei muito do livro!!!

Achei que a autora não decepcionou. Criou seu próprio estilo de humor, cheio de referências, que eu adorei. A história me manteve entretida da primeira página até a última, que também foi sensacional.

A mocinha tem um senso de humor divertidíssimo e é o tipo de amiga que todo mundo merece ter. Aquela bem doidinha, engraçada, inteligente, divertida e com um coração enorme.

E o mocinho é um fofo também. O tipo perfeito que conquista qualquer mulher com seu jeitinho doce.

Gostei muito da história e de como foi narrado. Apesar do humor, a autora também aborda temas como abuso em relacionamento e efeito do uso de drogas. E ainda tem o toque de mistério, afinal, quem está matando os homens na cidade???

Recomendo!!

*Ficarei de olho nos próximos trabalhos da autora.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Review "The Law of Moses" - Amy Harmon

My rating: 3 of 5 stars

Amy Harmon tem um estilo bem próprio de contar história que eu percebi que ou você ama o que ela escreve, ou você realmente não gosta. Eu, particularmente, não gosto muito do estilo de narrativa dela. Acho que falta mais energia na construção dos personagens, que geralmente não me tocam ou então eu fico um pouco indiferente a eles.

As sinopses dos livros dela é o que costuma me chamar atenção. E, logo em seguida, o mar de reviews positivas me convencem a dar uma chance ao livro. Nesse livro não foi muito diferente. Eu fiquei cativada pela sinopse e depois resolvi ler por causa das reviews.

Ao ler, a narrativa foi bem no estilo dela, os personagens não me chamaram atenção e a história foi coerente, no geral. O que me tocou mesmo foi a mensagem da história. Esse detalhe foi, para mim, o ponto fundamental para apreciar o livro. Assim, eu acabei relevando os fatores que eu não aprecio sobre a escrita da autora e dei lugar ao propósito de sua narrativa.

O livro nos conta a história de Georgia e Moses.
Moses é abandonado quando criança por sua mãe, uma viciada em drogas, em crack. Assim, Georgia o chama de "the crack baby". Todos tem medo de Moses, que é um garoto incompreendido. Ele tem uma energia, um impulso de pintar imagens pelas paredes sem pedir permissão que muitas vezes o traz problemas. Georgia tenta ajudá-lo, ela pede que ele pinte um mural na parede de seu quarto, mas Moses nega, pois não é assim que o seu tom funciona. Ele precisa estar inspirado. E é o meio de inspiração dele que faz com que ele seja diferente de todos os outros, pois Moses pode ver coisas que ninguém mais vê. Ele tem contato com os mortos e é por eles que ele tem uma necessidade de pintar e mostrar a todos a história que eles querem mostrar.

Quanto mais Georgia se aproxima de Moses, mais ele quer que ela o deixe. Ele não acredita que ele possa fazê-la feliz e, por isso, quando ele tem a oportunidade de abandoná-la, ele faz questão de deixá-la para traz. Porém, anos depois eles se encontram e Moses começa a ter visões da imagem de Georgia em sua mente. Ou seja, alguém que está morto está lhe dando imagens de Georgia. E é por meio desse alguém que Moses retorna para Georgia.

Vou dizer que tudo no livro é um tanto previsível. Não há muitas surpresas. Mas há uma mensagem muito bonita de superação e perdão.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Review "Legally Wed (Lawyers in Love, #3.1)" - N.M. Silber

My rating: 3 of 5 stars

O livro seguiu a mesma linha de humor dos livros anteriores. Assim, não apresentou nada novo e emocionante. Leitura rápida e light.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Review "Falling for Her Soldier (Perfect Kisses, #3)" - Ophelia London

My rating: 2 of 5 stars

Livro bem chatinho. Os personagens eram imaturos e a narrativa poderia ter sido mais profunda e cativante. Deixou a desejar em vários aspectos e foi bem repetitivo.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Review "Wicked Game" - Mercy Celeste

My rating: 3 of 5 stars

Livro bom.

Ele é meio viajante em alguns momentos, mas é divertido, prende a atenção e você torce pelos personagens. Logo, uma boa narrativa.

domingo, 11 de janeiro de 2015

Review "Sweet Seduction Shield (Sweet Seduction, #5)" - Nicola Claire

My rating: 2 of 5 stars

Comecei a ler essa série por esse livro por questões aleatórias. No início, senti algumas semelhanças com Rock Chick, já que a mocinha se envolve em confusões e tem um macho pra resgatá-la do perigo. E também por aquela história de "like 'em, want 'em, take 'em", ou algo próximo a isso.

Mas, na realidade, não tem a essência dos livros da Kristen Ashley, sendo bem inferior a qualquer dos livros do Rock Chick.

A história em si prendeu a minha atenção por alguns capítulos, mas, depois, a narrativa foi se perdendo e ficando meio sem sal. Dava claramente para classificar cada capítulo como "ah, esse é o de ação", "ah, e esse é o de romance", "esse é o de sexo", "já esse é para encher linguiça"... e assim vai. Acho que faltou melhorar a forma de contar a história e alguma autenticidade.

Sinceramente, depois desse, não me animei a ler nenhum outro da série.

sábado, 10 de janeiro de 2015

Review "Erasing Faith" - Julie Johnson

My rating: 5 of 5 stars

Wooow.

Simplesmente wow!!

Tô passada. Esse livro é incrível!!

A autora está de parabéns, pois conseguiu criar uma história linda, com personagens muito bem construídos e uma narrativa de tirar o fôlego.

Teve humor, romance, ação, aventura, mistério, suspense e muita, muita, muita emoção.

Eu não vou fazer uma sinopse muito detalhada porque esse livro é gostoso de ler sem saber nada. Só curtir a leitura sem nenhum spoiler. O que eu posso dizer é que a história é dividida em duas partes. A vida de Faith quando ela está conhecendo Wes. E depois, a vida de Faith depois do furacão Wes.

A primeira parte da história se passa em Budapeste. E é lindo!! Pra quem já esteve lá será sensacional relembrar todos os detalhes tanto de Buda quanto de Peste. E a saudade vai bater forte. Pra quem nunca esteve, a vontade de conhecer a Hungria vai crescer e a experiência do livro será ótima.

A segunda parte se passa nos EUA e é a vida de Faith pós a persona Faith. Ela apaga o que ela já foi e cria Fae, uma pessoa totalmente diferente do que ela era e sem nenhum contato com o seu passado.

Livro que vale muito a pena ler. A conexão entre os personagens principais é absurda. Uma história de amor, superação e perdão. Recomendo muito.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Review "Only with You (The Best Mistake, #1)" - Lauren Layne

3.5

Eu adorei a conexão entre a Brynn e o Will. E eles nem são os personagens principais desse livro. Logo, estou louca para ler o livro deles!!! As cenas deles eram as melhores!!

No geral, gostei muito do livro. Não só o romance entre os personagens principais e secundários me cativou, mas a história da mocinha me chamou muito a atenção e me fez ficar presa na narrativa.

Achei bacana a forma como a autora explorou os questionamentos da mocinha sobre sua carreira profissional e como ela é vista por todos diante de suas escolhes. Mostrando, também, onde devemos encaixar a felicidade e o amor nesse meio todo.

Gostei.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Review "Screwdrivered (Cocktail, #3)" - Alice Clayton

My rating: 3 of 5 stars

O livro é bem engraçadinho. Aparentemente há um triângulo amoroso, mas, no fundo, não tem nada disso. Então, não deixe esse detalhe te deixar de ler o livro. De cara dá para saber quem é o mocinho, uma vez que o outro aparece mais nas fantasias da mocinha do que em suas próprias cenas.



sábado, 3 de janeiro de 2015

Review "Imperfect Chemistry (Imperfect Series, #1)" - Mary Frame

My rating: 3 of 5 stars

3.5

Livro muito fofo!!!!

Eu gostei muito. É bem leve e cheio de referências divertidas. A mocinha é uma nerd, uma cientista, que não está nem um pouco acostumada com as relações sociais. Para ela tudo é ciência e lógica. Mas tudo muda quando ela conhece Jensen e começa a sentir coisas. Coisas como atração, desejo e amor.

Os personagens são muito legais, aos poucos eles te conquistam e você torce por todos. Até por aqueles que quase não aparecem.

Gostei muito da honestidade da mocinha, a Lucy. Ela é do tipo que acredita na verdade e na sinceridade. E foi muito gostoso ver como ela aos poucos vai sentindo coisas que ela sempre achou estranho nos outros e como ela lida com essas novas sensações.

Recomendo.

* Super animada para ler o livro da Freya (amiga da Lucy).