About the Blog

Em 2013, eu tive um ano muito difícil, estava muito estressada, ansiosa e achei meu refúgio na leitura. Afinal, não há nada melhor do que ler algo e refletir sobre o que foi lido. Assim, há um ano, mais ou menos, comecei a ler mais livros do que me parecia possível, já que leitura também envolve tempo e a conciliar todos os afazeres do cotidiano, como trabalho, estudo etc. Nem sempre eu consigo conciliar, muitas vezes deixo de fazer algo, como dormir, dar atenção aos amigos e familiares (my bad), procrastino as compras do supermercado... Isso tudo, simplesmente, porque preciso saber o que vai acontecer no próximo capítulo. Sim, eu sei, é um vício, mas me faz feliz e não faz mal a ninguém.
Infelizmente, aqui no Brasil, nós sofremos com a demora de publicações de livros de fora. Felizmente já houve grande avanço nesse quesito, mas ainda deixa a desejar. Como isso é uma coisa que me aborrece, eu não espero que editoras brasileiras nos forneçam traduções e publiquem os livros aqui. O que eu faço? Eu leio o livro na versão original (geralmente em Inglês). O que é algo que eu adoro. Assim, não dependo de editoras brasileiras, de traduções, de longas esperas para o lançamento do livro (nada além da espera da publicação da primeira edição original) e ainda treino o Inglês.
Aí mora o problema. Muita gente não sabe Inglês e, por isso, depende de traduções. Para quem consegue ler em outros idiomas, eu super-super-super incentivo que leiam o livro na versão original. É uma experiência completamente diferente. Sem querer tirar o mérito dos tradutores, pelamordedeus!!!, mas é outra coisa ler algo com as exatas palavras que os autores realmente escolheram para se expressar. Além disso, você passa a ter mais independência, não precisando se submeter à loooongas esperas para publicações aqui.
Para quem não consegue ler em Inglês: ou você espera a publicação do livro sair aqui, ou então você pode procurar traduções feitas por grupos voluntários pela internet. Mas lembre-se, você não deve pagar por essas traduções voluntárias encontradas pela internet. O objetivo delas é justamente expandir a oportunidade de leitura para todos de forma gratuita. Caso contrário é crime e você está sendo enganado!!
Voltando ao foco desse Blog... Como eu disse anteriormente, eu amo leitura e sonho acordada com a possibilidade de um dia poder trabalhar nesse ramo. Com isso em mente, outro dia eu estava pesquisando na internet sobre as profissões que se encaixam no meu perfil (apaixonada por livros, suas palavras, seu cheiro, seu peso, sua capa...) e me deparei com algumas coisas interessantes.
Algumas opções que eu achei: se tornar um escritor (o que é óbvio, mas convenhamos... deve ser super divertido); trabalhar em uma biblioteca (não faça essa cara de nojo, não se imagine trabalhando naquele quartinho escuro com alguns livros empoeirados e com mais moscas do que cabeças humanas. Mas que tal trabalhar na The New York Public Library? Hum?); ter sua própria livraria (hmm, tipo a da Kathleen Kelly? *.*); tentar carreira como agente literário (hoje em dia é fundamental ter um agente literário se você quer publicar seu livro); editar textos (trabalhar como freelance sempre é uma boa opção); trabalhar em uma editora (se você mora em SP, com certeza, é mais fácil. Eu não moro, então...); ter um blog (fica a dica); e, por fim, uma profissão que eu nunca tinha ouvido falar antes, Literary Scout.
Mas... O que um Literary Scout faz? Os Scouts, como são chamados, procuram materiais literários para serem publicados em outros países, ou então livros para serem adaptados nas telas de cinema. Ou seja, eles determinam quais livros deveriam ser publicados por editoras estrangeiras. Eles devem ler muito e estar por dentro de tudo o que acontece no mercado editorial. Para atuar nesse ramo, como um Scout, você deve, preferencialmente, morar em NY (que triste, não?), pois é onde há mais oferta de trabalho.
Como eu não tenho como morar em NY (ainda) e provavelmente nem conseguiria um emprego nessa área, já que é super importante desde a faculdade já estar fazendo algum internship em alguma scouting agencie, eu resolvi fazer uma adaptação utilizando o que está em meu alcance.
Portanto, meu objetivo aqui é criar o meu refúgio literário e compartilhar minhas opiniões sobre o que li. Eu postarei reviews de livros que ainda não foram publicados no Brasil, mas também irei postar alguns que já foram, ou estão para ser lançados. Mas acredito que darei mais ênfase para os que ainda não foram publicados por aqui. Dessa forma, quem estiver de olho terá uma noção do material que está ainda para chegar às livrarias brasileiras ou também pode comprar online uma versão no idioma original e já estar por dentro de tudo. Seja bem-vindo ao meu refúgio. 

Um comentário: